17 nov 2016

Inteligência Emocional

Como você lida quando passa por uma situação negativa que traz sentimentos como o medo, a raiva ou a tristeza? Ter inteligência emocional é buscar o equilíbrio para enfrentar barreiras e situações difíceis. Quem tem um maior controle das emoções consegue superar com mais facilidade as dificuldades. Pensando nisso, elaborei algumas dicas que podem te ajudar a entender o […]

Como você lida quando passa por uma situação negativa que traz sentimentos como o medo, a raiva ou a tristeza? Ter inteligência emocional é buscar o equilíbrio para enfrentar barreiras e situações difíceis. Quem tem um maior controle das emoções consegue superar com mais facilidade as dificuldades. Pensando nisso, elaborei algumas dicas que podem te ajudar a entender o que é preciso para desenvolver a Inteligência Emocional.

ie-1

artigos relacionadas

28 ago 2014

Resiliência

Resiliência: capacidade de superar adversidades significativas Esse é um termo que parece estar “na moda”, mas modismos a parte, o fato é que sou apaixonada por esse tema e pretendo me dedicar a ele no meu doutorado. A noção de resiliência foi inaugurada pelas ciências exatas, a física e a engenharia, que a definiram como […]

Resiliência: capacidade de superar adversidades significativas

Esse é um termo que parece estar “na moda”, mas modismos a parte, o fato é que sou apaixonada por esse tema e pretendo me dedicar a ele no meu doutorado.

A noção de resiliência foi inaugurada pelas ciências exatas, a física e a engenharia, que a definiram como a energia de deformação máxima que um material é capaz de armazenar sem sofrer alterações permanentes. Nas ciências humanas e da saúde, ou seja, quando falamos de gente, essa característica deve ser sempre relativizada e entendida dentro de um conjunto amplo de fatores pessoais e ambientais. Gosto de pensar na imagem de um elástico, que “vai e volta” conforme a força que é empregada.

Mas afinal, o que faz com que diante de determinadas situações algumas pessoas “adoeçam”, enquanto outras, enfrentando os mesmos desafios ou vivendo nas mesmas circunstâncias, tenham trajetórias tão diferentes e são verdadeiros exemplos de superação?

Resiliência

Muitos fatores estão envolvidos na manifestação da resiliência: autoestima, satisfação pessoal, suporte familiar e social, bons vínculos, autoconfiança, habilidades de enfrentamento, entre outros.

Aqui entra o papel das nossas crenças, permeando todos esses fatores e interferindo na maneira como os eventos ou situações são interpretados. Uma situação pode ser avaliada como perigosa, traumática ou difícil por um indivíduo e para outro ser apenas um desafio. A classificação dependerá da visão de cada um, ou seja, da percepção, interpretação e sentido atribuído ao evento estressor. Resumindo: dependerá da sua maneira de enxergar e processar a situação; dependerá dos “óculos” que você usa para analisar o que aconteceu.

Nem tudo que pensamos é verdadeiro, muitas vezes distorcemos a realidade, afinal, todos nós usamos “óculos”. No entanto, às vezes, o problema é grande, a ferida parece não cicatrizar, a perda é irreparável e o desafio parece ser maior do que nossa capacidade de enfrentá-lo. Não estou dizendo que tudo será fácil ou tentando diminuir os problemas, afinal, eles existem e geram sofrimento. Mas analisando os fatos, o que você pensa te ajuda ou te atrapalha a resolvê-los? A sua maneira de pensar é produtiva ou improdutiva? O que você pensa te ajuda a enfrentar o problema ou só piora o que já é ruim?

Examine seus pensamentos e crenças e avalie se o que você pensa coopera para a análise e enfrentamento das situações ou se está levando você para cada vez mais longe de uma solução ou da superação da adversidade. Alguns problemas somos capazes de resolver e superar sozinhos. Se esse não for o caso, contar com a ajuda de um amigo, de um familiar ou até mesmo um profissional, pode fazer toda a diferença.

Então, analise o que te faz sofrer, o que te impede de ser mais completo, mais realizado e feliz e busque desenvolver a sua resiliência, a sua capacidade de enfrentar e superar dificuldades. Tente mudar os óculos, o foco, e se for preciso, foque na resolução do problema, na ressignificação da sua história e curta a sua jornada, afinal ela é linda e única!

artigos relacionadas